Terça-feira, 10.03.09

Os cabelos negros,compridos e oleosos, o vestido longo e rasgado assustavam quem passava e a via sentada na escada da igreja. Diziam que era uma bruxa, mas havia quem soubesse qual o seu nome e onde um dia vivera…

Para muitas pessoas ela era so mais uma desgraçada que tinha destruido a sua vida. Para algumas ela era uma infeliz vitima do destino.
O seu nome era Ester. A minha avo contava que a Ester fora um dia uma linda criança de caracois negros e mais tarde uma espantosa mulher. Desde pequena trabalhara para ajudar os pais com o alimento dos cinco irmaos mais novos. Era meiga e educada para todas as pessoas da vila. Cresceu agarrada ao cabo da enxada, com maos calejadas, que a primeira coisa que faziam pela madrugada era amassar a massa do pao, mais tarde vendido pela mae de porta em porta.
A minha avo contava que a Ester era cobiçada por tudo quanto era homem mas nao se iludia com nenhum.
Um dia, enquanto conversava com as amigas a porta da igreja, viu um trevo de quatro folhas no chao. Dizia-se na altura, que se se encontrasse um trevo de quatro folhas a frente de uma igreja, se deveria rezar um Pai-nosso e pedir um desejo. Ester pediu o seu desejo, rezou o Pai-nosso, e guardou o trevo por baixo do seu colchao.
Duas semanas mais tarde, novamente em frente a igreja, enquanto conversava com as raparigas da sua idade, ele surgiu, qual principe encantado. Era alto, bem constituido, olhos escuros, cabelo preto, pele morena. Quando sorriu ela perdeu-se naquele sorriso de dentes perfeitamente alinhados. Nao demorou muito até se encontrarem vezes sem conta. Ao inicio em frente a igreja, onde conversavam na presença de mais pessoas. Depois, por tras da igreja, sozinhos, sucumbiam ao amor e a paixao.
 Passaram algumas semanas, até Ester perceber que a sua menstruaçao nao chegava e temeu o pior. Quando contou ao seu amor, ele prometeu leva-la para longe e faze-la feliz, juntamente com a criança gerada por ambos. No entanto, no dia seguinte nao apareceu em frente a igreja. Ester esperou dias a fio, sem sair dali. Nao comia, nao bebia, so chorava. Ao fim de uma semana foi a mae que a arrancou das escadas frias. Quando a jovem contou ao pai o que se passara, este espancou-a. Era uma rameira, indigna da familia que tinha e merecia morrer. Quem a tirou debaixo da ira do pai foi a mae, chorosa, e atirou-a para a rua. Toda rasgada e a escorrer sangue, Ester soube naquele momento que estaria sozinha no mundo, pois ja nem a criança, que o seu ventre carregara horas antes, existia.  
Foi entao que Ester voltou para a frente da igreja. Ali esperava por ele, ali bebia recordaçoes e comia sonhos. Ali sobrevivia.
Se Ester tivesse nascido uns bons anos mais tarde o seu destino poderia ter sido diferente. Assim, foi so mais um martir nas maos de uma sociedade machista.
Quando se ouviu um grito vindo da porta da igreja, naquela manha de primavera, a vila soube. Ester havia morrido. De fome, de sede, de frio, de tristeza? De injustiça, desamparo e humilhaçao por parte do Mundo.
 
 

Historia minha e ficticia para a Fabrica de Historias



publicado por Jo às 14:16 | link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito

Terça-feira, 03.03.09

Olhou-a com carinho e recordou as tranças que lhe traziam a memoria tempos passados. Afagou-lhe o cabelo e sorriu-lhe... Tao branquinho agora...

Agarrou-lhe a mao enrugada e apertou-a com alguma força...

Ela suspirou e desenhou um sorriso nos labios.

Ele deixou cair uma lagrima isolada.

Nao seria a morte que os separaria...



publicado por Jo às 10:53 | link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Quinta-feira, 26.02.09

Sento-me num lugar, sem escolher muito. Ja nao sei andar de comboio, mas afinal nao tem muito que se lhe diga…

Ponho os phones e abro « O Alquimista » em holandes. Ja o li em portugues, mas agora é um exercicio para melhorar esta lingua de cao.
Os vinte e cinco minutos passam a voar e chego a Antuérpia. A musica continua a tocar e parece que me entra pelo cérebro dentro. Adoro essa sensaçao.
A estaçao esta realmente diferente… enorme, com lojas por todo o lado… quem quiser tomar café, comer, comprar o jornal, cigarros, flores e até mesmo um anel de diamantes, pode faze-lo na correria de uma estaçao ferroviaria.
Saio. Atravesso a rua e preparo-me para uns bons vinte, ou vinte e cinco minutos, sempre a andar. A musica continua a tocar.
As pessoas passam por mim. Vejo rostos por todo o lado. Seres atarefados. É de manha…é muito cedo, mas os funcionarios das lojas ja fazem limpeza, as obras no prédio em reconstruçao ja estao a ser retomadas, a senhora do casaco de peles ja passeia a sua companhia, cao enorme, cuja raça gostaria de saber mas nao sei.
Pessoas caminham, outras correm, outras pedalam… Nao lhes conheço as suas historias… assim como também elas desconhecem o papel que desempenho na tela da vida… papel esse, que até eu mesma desconheço…
Formigas… somos formigas a atravessar a avenida… dezenas de pessoas que esperavam o sinal verde, a permissao para seguir em frente.
Ja quase no escritorio, vejo uma rapariga chinesa, a olhar para uma montra de chapéus. O tram passa, e ela corre, mas este ja nao para. Nao sei o que ela pensou, mas o seu rosto disse-me que pensou o mesmo que eu : « Estupido de merda ! ».
 
A azafama matinal é linda…
 

Entro no « office ». é mais um dia pela frente…



publicado por Jo às 10:04 | link do post | comentar | ver comentários (24) | favorito

Segunda-feira, 09.02.09

Ok... hoje, depois de ja ter virado o escritorio do avesso e agora estar com uma tromba daquelas, encontrei finalmente tempo para escrever alguma coisa. E sobre que? Ora bem... sobre o dia dos namorados... Porque? Porque mais uma vez se formos ao centro da cidade somos bombardeados por coraçoes e mai' nao sei o que.

 

Para mim o dia de S. Valentim nunca foi grande coisa. Nao dou valor porque acho absurdo naquele dia TER que se oferecer alguma coisa, TER que se mostrar e sentir amor... é um dia em que soa tudo a falso. Tipo, TEM que ser um dia romantico, TEM que se estar com a cara-metade, TEM que se receber um presente (e para muita gente ha que abrir os cordoes a bolsa!), TEM que se dizer que se ama muito, e caso estejam zangados, epa esqueçam, TEM que fazer as pazes! Nao porque é o melhor a fazer, mas porque é o dia do Sao Valentim. E até ha quem seja mais tolerante nos dias anteriores porque afinal, o dia dos namorados esta a porta e TEM que correr bem... Nao ha paciencia...

Sera que as coisas nao tem muito mais valor quando feitas sem pressao, sem obrigaçao, sem o ter de? Eu ca acho que sim...

 

Nos combinamos ir todos ao cinema no dia 14. Amigos. Solteiros. Comprometidos. Divorciados. E eu estava agora a espreitar o site para ver o tal filme que todos pensamos ver, quando vejo:

 

"ACTIE St. VALENTIJN!!" - clico e tumbas... aparece-me a promoçao. Entao é assim. No dia dos namorados, os casais que se apresentarem na caixa do cinema e se beijarem (sim, porque isto é tao giro ser o centro das atençoes!) tem desconto de 1 Euro nos bilhetes (0.50 Eur por bilhete). Boa nao é? Eu até beijava uma das minhas amigas, se me dessem bilhetes para todos de borla. Agora, 1 Euro?? Por amor de Deus... Isto nao é normal...

 

Eu detesto estes dias tao comerciais... tao superficiais... tao "ter de ser"...

 

 



publicado por Jo às 13:52 | link do post | comentar | ver comentários (32) | favorito

Segunda-feira, 01.12.08

Escureceu...

As nuvens encobrem o céu, nao deixando ver nem uma estrela...

Parecem mover-se pelo céu como se tivessem asas...

Mas nao tem...


Enquanto olho pela janela, imagino-me deitada num campo.

Aí nao esta frio.

A noite esta amena.

Estou deitada, em cima de relva fofa e a minha volta, adivinha...

Malmequeres amarelos por todo lado...


Consegues imaginar-me?

Consegues sentir-me?

Consegues sentir-me enquanto olho as nuvens?

Nuvens essas que se afastam lentamente umas das outras...

Imagina...


Sento-me, olho a minha volta e é tudo tao magico,

Tudo tao belo no silencio daquela noite...

Quando me volto a "atirar" para a relva,

Ja nao se veem nuvens...

As estrelas brilham...

Ouço os grilos...

Lindo, magico, sossegado...

Ninguém me pode tocar,

Ninguém me pode acordar daquele mundo magico...


As estrelas brilham cada vez mais e sinto-me adormecer...

Perdida nos meus pensamentos...

Perdida em tudo e em nada...

Perdida em nada e em tudo...


Perdida em nada,

Porque sei que um dia seras nada para mim...

Perdida em tudo,

Porque sei que hoje és tudo...


Perdida nos meus pensamentos...

Perdida nos meus sonhos...

Perdida em ti...

Consegues imaginar-me?

Consegues sentir-me?

Sera que me sentes?

Sera que sentes a saudade chamar-te?

Sera que a saudade te diz o meu nome?


Imagina-me...

Imagina...

Toda esta magia a minha volta...

E tu deitado a meu lado...


Deita-te neste campo de malmequeres...

Vem olhar este céu estrelado comigo...

Vem sentir este cheiro a terra...

Vem... Quero partilhar esta magia contigo...

E olhamos os dois para o céu,

Vemos as estrelas,

Sentimos a magia,

E sentimos que o mundo é nosso...


E sabes que mais?

Poderia ser...

Imagina... Consegues imaginar?

Jo (Set08)



publicado por Jo às 22:44 | link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Sexta-feira, 21.11.08

 

e  iria até ao fim do mundo...



publicado por Jo às 13:32 | link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Segunda-feira, 03.11.08

Este post é dedicado a minha amiga "Miss you everyday" porque sei que ela gosta... beijinho para ti querida, e espero que esteja tudo bem ! :)

 

*******************************************************************************************************

 

6 de Novembro de 2005



Depois da tempestade de ontem, o dia acordou solarengo e eu com uma preguiça incrivel…

A minha vontade era ficar a dormir até as duas da tarde, mas não podia. O Vasco esperava-me para lhe explicar mais algumas coisas sobre o funcionamento da empresa.

Fui tomar um duche. Enquanto escovava os dentes, perdi algum tempo a olhar para o meu reflexo no espelho… Ja ha tanto tempo que nao o fazia… Passei a mão pela testa, puxei os cabelos ruivos para tras, e examinei as minhas sardas… Os meus olhos ja não eram de um verde-vivo como outrora, o meu cabelo laranja começava a fugir para o loiro. O meu rosto, em tempos redondinho, era agora magro com algumas rugas. Não me reconheço. As lágrimas quase saltaram, mas eu convenci-me que era uma alergia subita ao creme hidratante. Pensei em ti, mais uma vez… Lembrei-me dos teus olhos azuis, sempre tão vivos, sempre tão meigos… a raiva apoderou-se de mim e dei um murro no espelho com semelhante força, que o parti e fiquei com a mão a sangrar. « Sou uma assassina » -pensei eu. « Não tenho direito a viver ! »

Fui nua até ao quarto e deitei-me na cama. Não sei quanto tempo chorei, mas pareceu-me muito e ao mesmo tempo, pouco…

O teu aniversário seria daqui a dois dias e o máximo que posso fazer é deixar umas flores no teu tumulo. Perdoas-me, Ricardo ? Por favor ? Eu amo-te…


Quando cheguei ao escritorio, o Vasco esperava-me. Um sorriso tentador deu-me os bons dias. Perguntou-me se não queria tomar um café antes de começarmos a trabalhar . Eu disse que sim. Apetecia-me desesperadamente um cigarro.

Sentamo-nos na cafetaria. Ele era simplesmente lindo. Aquele sorriso punha-me a flutuar.

Falou-me da sua vida, de ja ter sido casado, de nao ter filhos, de viajar constantemente.

Eu nao falei da minha mas ele também nao perguntou.

Ja eram quase cinco da tarde quando voltou à minha sala. Bateu à porta e entrou:

- Sabes Sofia, estive a pensar, e se tivesses tempo poderiamos ir jantar… sei la, foi so uma ideia… - sugeriu timidamente.

Apanhou-me desprevenida. Nao sei explicar o que pensei, mas so tu vieste a minha mente e pensei que nao poderia ir… indo iria trair a tua lembrança, porque eu nao mereço ser feliz depois do que te fiz.

 



publicado por Jo às 20:35 | link do post | comentar | ver comentários (28) | favorito

Domingo, 02.11.08

Esta noite sonhei contigo...

Foi estranho, pois depois de tanto tempo so te vi em sonhos... Eu estava sentada num café (que nao consegui reconhecer) e tu chegaste do nada, acompanhado... O meu coraçao bateu forte, e o teu também. De repente começaste a sentir-te mal e a vomitar e toda a gente se afastou... Estava tudo sujo a tua volta, e eu queria ir ajudar-te. A outra so olhava para ti. Eu nao sabia se deveria ir. Continuaste a sentir-te mal. Eu nao aguentei e dirigi-me a ti... Agarrei-te e ajudei-te a levantar... estava tudo sujo, e tu olhavas-me com lagrimas nos olhos... Eu sentei-te numa cadeira e fui embora...

Entrei no carro, e mais a frente bati... desfiz o meu carro todo... as lagrimas escorriam-me pela face enquanto ligava ao meu pai... Foi enquanto eu chorava e dizia ao meu pai "Pai, desfiz o meu carro todo..." que acordei... as lagrimas escorriam-me mesmo pelo rosto e o meu coraçao batia acelerado...

 

Nao sei bem o porque mas deixei-me ficar a chorar... primeiro de alivio, depois de tristeza...

O que me faz sentir pior é saber que no fundo gostei de te ver no sonho...

 

Nao podem culpar-me por esta saudade que as vezes se apodera de mim... Foram muitos anos... foi muita partilha... Mas felizmente, tu ja nao és a mesma pessoa e isso tornou tudo mais facil... por isso digo, as saudades que sinto nao é de ti...mas sim do que tu um dia foste...



publicado por Jo às 10:25 | link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Sexta-feira, 31.10.08

AS COISAS BOAS DA VIDA:
1. Apaixonar-se. com toda a certeza :)
2. Rir tanto até que as faces doam. e eu que adoro rir :p
3. Um chuveiro quente num Inverno frio. pah com este frio, é o que melhor sabe, isso ou um café a ferver :)
4. Um supermercado sem filas nas caixas. com filas ou sem filas... detesto !
5. Um olhar especial. um olhar diz muita coisa...
6. Receber correio (pode ser electrónico.....) se forem multas da policia é que nao...
7. Conduzir numa estrada linda. ao som da minha musica favorita...
8. Ouvir a nossa música preferida no rádio. mesmo que a tenha repetida em todos os cds e a ouça 10 vezes por dia :)
9. Ficar na cama a ouvir a chuva cair lá fora. é mesmo muito agradavel ...
10. Toalhas quentes acabadas de serem engomadas... epa nao engomo toalhas ...
11. Encontrar a camisola que se quer em saldo a metade do preço. isso agora...isso é que é uma maravilha !
12. Batido de chocolate (baunilha ou morango). Chocolate...
13. Uma chamada de longa distância. dependendo de quem é a chamada...como é obvio :)
14. Um banho de espuma. sabia mesmo bem agora...
15...Rir baixinho. nao faço outra coisa ultimamente !
16. Uma boa conversa. das melhores coisas que ha..aprende-se sempre alguma coisa...
17. A praia. Gosto !
18. Encontrar uma nota de 20 euros no casaco pendurado desde o último Inverno. nao tenho essa sorte...
19. Rir-se de si mesmo. acontece...
20. Chamadas à meia-noite que duram horas. como ja disse, depende de quem é a chamada...
21. Correr entre os jactos de água de um aspersor. ou nao ... :)
22. Rir por nenhuma razão especial. sim, sou dessas doidas...
23. Alguém que te diz que és o máximo. raramente acredito ;)
24. Rir de uma anedota que vem à memória. eheheheh
25. Amigos. os meus sao os melhores...
26. Ouvir acidentalmente alguém dizer bem de nós. sabe bem pa mundial :)
27. Acordar e verificar que ainda há algumas horas para continuar a dormir. confesso, nao me acontece quase nunca :S
28. O primeiro beijo (ou mesmo o primeiro com novo parceiro). o primeiro primeiro beijo nao... mas o primeiro com a pessoa do momento sim...
29. Fazer novos amigos ou passar o tempo com os velhos. sem duvida...
30. Brincar com um cachorrinho. e se for um gato, nao??
31. Haver alguém a mexer-te no cabelo. hummmmm ...
32. Belos sonhos. nao gosto, pq quando acordo, ploft, acabou...
33. Chocolate quente. bebe-se...
34. Fazer-se à estrada com os amigos. pois claro...
35. Balancear-se num balancé. sou como os putos...adoro...
36. Embrulhar presentes sob a árvore de Natal comendo chocolates e bebendo a bebida favorita. sabe tao bem :)
37. Letra de canções na capa do CD para podermos cantá-las sem nos sentirmos estúpidos. epa posso sempre sentir-me estupida :)
38. Ir a um bom concerto. so nao gosto da confusao...
39. Trocar um olhar com um belo/a desconhecido/a. faz-me sempre rir...
40. Ganhar um jogo renhido. nao ligo muito a isso...
41. Fazer bolachas de chocolate. prefiro comer...
42. Receber de amigos biscoitos feitos em casa. pode ser...
43. Passar tempo com amigos íntimos. maravilha!!!
44. Ver o sorriso e ouvir as gargalhadas dos amigos. mais uma maravilha :)
45. Andar de mão dada com quem gostamos. ja nao me lembro o que isso é...
46. Encontrar por acaso um velho amigo e ver que algumas coisas ( boas ou más) nunca mudam. sim..é sem duvida bom...
47. Patinar sem cair. se eu soubesse patinar...so sei é cair...
48. Observar o contentamento de alguem que está a abrir um presente que lhe ofereceste. sim...isso tenho que ver qd ofereço alguma coisa...
49. Ver o nascer do sol. ou o por do sol... é tao lindo...
50. Levantar-se da cama todas as manhãs e agradecer outro belo dia. a nao ser que esteja a chover... ;)
 

 

Recebi isto por mail e gostei... resolvi dar a minha palavrinha sobre cada ponto :)



publicado por Jo às 11:48 | link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 29.10.08

Hoje escrevo sobre algo diferente... isso porque ontem vi uma coisa que para mim nao é desconhecida, mas que como é obvio me revoltou as entranhas... e pouco faltou para me meter no problema...

 

Quando ia a sair do parque, vi um homem a agarrar uma mulher (pelo que percebi estavam juntos) e mandar-lhe grande chapadao na cara, e depois na cabeça e a manda-la seguir a frente dele... e eram portugueses. Ela baixou a cabeça, e com as maos a proteger a nuca, seguiu a frente dele. Confesso que ainda travei, tirei o cinto, mas depois algo me reteve... e nao fiz nada... fui cobarde... mas ver aquela mulher, obedecer aquele homem, como uma cadela bem treinada remexeu-me e até agora aquela imagem ainda nao me saiu da cabeça...

 

Eu sei que quem passa por isso esta sempre na esperança que ele mude... mas desiludam-se... nao muda... e sei que algumas de voces que passam por isso acham-se culpadas e que as vezes merecem umas "lambadas" porque fizeram alguma coisa que eles nao aprovam ou nao gostam...mas acreditem... nao ha motivo algum que justifique levar pancada do marido, namorado ou companheiro, uma vez,varias vezes, constantemente...

 

Eu acredito que quem aceita uma vida assim, o faz porque nao conhece o seu valor proprio, e sinto tanta pena dessas pessoas... sinto tanta pena por nao saberem o que é dizer "Chega!" ou admitir o problema... assim como também sinto pena daquelas que sao perseguidas pelos cabroes dos ex...

 

Uma em cada cinco mulheres europeias sofre maus-tratos, fazendo um total de cerca de 1/3 da populaçao europeia feminina... 25% de todos os crimes violentos registados na Uniao Europeia sao cometidos por um homem contra a sua esposa ou companheira... E a protecçao que a mulher recebe?? é igual a zero...

 

25% dos casais admite ja ter passado por uma situaçao de violencia dentro da relaçao... 1 milhao de portugueses sofre maus-tratos por parte do conjugue... Sociedade triste esta...

 

Em 79 paises do Mundo a violencia domestica é ignorada e nao é  punida...

 

é um ciclo vicioso... acontece, depois vem o pedido de desculpas, a calma, e mais tarde ou mais cedo volta a acontecer...

 

A vida além de um casamento assim existe...So é preciso acreditar... nao deixarmos de nos amar a nos proprias...

 

é tao triste saber que esta é uma realidade quase impossivel de combater...

 

Pffff... é por estas e outras que eu nao quero uma relaçao... acho que na primeira vez que "ele" me levantasse a mao, partia-lhe o braço...

 

Jo

 

 

Imagem tirada da Internet

 


sinto-me indignada...Cm sempre...

publicado por Jo às 10:46 | link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito

Este sim, o meu blogue mais que pessoal...
mais sobre mim
posts recentes

+ uma noite...

Casamento...

Um balazio nos cornos é o...

é amor...

...

A primeira desilusao...

...

A divagar...

2 meses...

Amor é...

arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

mais comentados
33 comentários
24 comentários
20 comentários
12 comentários
9 comentários
9 comentários
comentários recentes
Olá, pessoalmente ficava pelo perfume da Armani......
existem diferenças! mas temos de assegurar que ele...
No plano mental é muito fácil julgar...
bem tenho andado desaparecido mas quando decido ve...
Ricardo, o link so nao é para alguns, mas é por es...
não era mais facil colocar logo aqui o link da nov...
Parabens... O teu blog eh fixe.Eu tbm ja tou cm o ...
E que muitos outros anos se repitam... para sempre...
Querida Jo,Fiquei triste, porque gosto de ir passa...
Adoro o blog
blogs SAPO
subscrever feeds