Terça-feira, 2 de Junho de 2009

Ela olhava-me com olhos curiosos.

Sentou-se no meu colo e perguntou-me:

"Porque nao vens brincar? Porque estas a chorar? Caiste?"

Apertei-a contra o meu regaço. Ela é inteligente e perspicaz, mas no entanto a sua inocencia ainda nao a deixou conhecer este mundo...

 

Por um lado nao quero que cresça. Quero que se deixa estar, com as suas tranças, com a sua vontade de devorar "Chupa-chups", quero que se mantenha assim, com o seu metro e vinte. Nao me apetece que cresça, que conheça o mundo estranho em que vivemos, que sofra... Protejo-a o mais que posso, e quero que o motivo de choro seja apenas um trambolhao ou mais um arranhao... Sei que muitas crianças sofrem, e apercebem-se do que o mundo é cedo demais... Nao deveria ser assim... Deveriam ter tempo para brincar, para sonhar, para rir, deveriam ter motivos de sobra para se sentirem amados e protegidos... afinal, quando crescemos temos tanto tempo para sofrer, para derramar lagrimas, para trabalhar, para endoidecer com este mundo... Porque nao podem todas as crianças simplesmente ser crianças?

 

Puxa-me pela mao. "Anda brincar! Tu nunca brincas"

Sigo-a... O seu mundo imaginario derrota por momentos o meu mundo real, e recordo que a vida é um recreio, mas nos esquecemos de brincar, a partir do momento que crescemos...

Enquanto penteia bonecas, sorri-me e canta baixinho. Quero rouba-la do tempo, mas percebo a muito custo que a vida é mesmo assim, um ciclo vicioso... e da mesma forma que a tento proteger e a olho ja com saudade, tentara ela um dia proteger a sua descendencia...

 

"Mama, muitos meninos nao brincam em casa... Mama, muitos meninos nao recebem beijinhos como eu..."

 

"Filha, muitos adultos nao sabem dar beijinhos, nao sabem dar amor... so sabem causar sofrimento, até mesmo a seres pequeninos e inocentes" - é o que me apetece dizer... mas nao digo... nao quero acorda-la ja...

"Meu amor, todos os meninos tem direito a beijinhos, e a brincar..."

"Todos mesmo, mama?"

"Sim!"

Suspira... "Ufa, estou mais descansada..."

 

Texto ficticio para a Fabrica de Historias...



publicado por Jo às 10:48 | link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De chocolatsuisse a 2 de Junho de 2009 às 13:28
Lindo e tão verdadeiro, infelizmente!


De Cloudy a 2 de Junho de 2009 às 14:46
Um texto muito bonito que retrata, principalmente, uma das coisas mais bonitas da infância: A inocência!
Mtos beijinhos amiga


Comentar post

Este sim, o meu blogue mais que pessoal...
mais sobre mim
posts recentes

Eu vou para outras parage...

Um ano...

Diferenças culturais...

Apanhei uma buba...

Chocante...

Nada melhor do que conver...

Apanhei uma buba...

ai...

é gozo nao é ?

Entao a modos que...

arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

mais comentados
47 comentários
45 comentários
42 comentários
41 comentários
36 comentários
36 comentários
comentários recentes
Olá, pessoalmente ficava pelo perfume da Armani......
existem diferenças! mas temos de assegurar que ele...
No plano mental é muito fácil julgar...
bem tenho andado desaparecido mas quando decido ve...
Ricardo, o link so nao é para alguns, mas é por es...
não era mais facil colocar logo aqui o link da nov...
Parabens... O teu blog eh fixe.Eu tbm ja tou cm o ...
E que muitos outros anos se repitam... para sempre...
Querida Jo,Fiquei triste, porque gosto de ir passa...
Adoro o blog
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
Vamos votar nos Xutos e Pontapés para Melhor Artista Europeu da MTV
blogs SAPO
subscrever feeds