Quinta-feira, 18 de Setembro de 2008

Levantei-me, ainda meia atordoada. A secretária entrou, com olhar piedoso, e com um café na mão.

-           O Sr. Dr. Juíz mandou-me trazer-lhe um café.

-           Para a porra com o café ! – exclamei saindo pela porta fora, o mais rápido quanto as minha pernas bambas me permitiam...

 

Aquele cobarde… estava a falar da minha vida como se soubesse alguma coisa… no fundo ele agia como os outros. Olhavam-me com olhos acusadores, que sussurravam « assassina » e ao mesmo tempo achavam que eu não tinha tido culpa. Que tinha sido culpa de um destino trágico, de algo também que eu nunca deveria ter presenciado.

 

Fui a caminhar para o escritório… mais uma vez teria de enfrentar o olhar zangado e cobarde do meu patrão. Sim, porque este não se atrevia a chamar-me a atenção pelos meus atrasos. Limitava-se a olhar-me com desdém, mas não abria a boca.

Entrei na minha sala. O Hugo seguiu-me.

-          Sofia ! Como estás ?

-          Agora não Hugo.

-          Já bebeste? Logo de manhã? Não me acredito! Ouve, tu tens que procurar ajuda! Não podes continuar assim ! Estás a destruir a tua vida !

-          Hugo, a sério… deixa-me sossegada.

-          Pára de fazer de ti a vítima ! Tu não foste a maior vítima nesta história toda ! Porque é que tens de fazer da tua vida um drama, uma história de infelicidade ? Porque é que tens que ser assim ? Que é feito da menina que eu conheci na faculdade ?

-          Morreu ! Agora sai daqui por favor, quero trabalhar !

Atirei o casaco para cima de uma cadeira. Ele saiu. Sempre tão obediente aquele Hugo…

Ele tinha sido o melhor amigo do meu marido. Conheciam-se desde pequenos, e a afinidade entre eles era tão grande que ambos ingressaram na mesma faculdade e curso. Quando os conheci, era eu caloira do curso de economia, e eles já frequentavam o terceiro ano. O Hugo não é casado. Vive junto com uma ex-colega de turma. Não têm filhos. Não querem, pelo menos por enquanto. Sei o quanto se preocupa comigo, mas simplesmente acho que se preocupa demais.

 

O resto do dia decorreu com normalidade. Quando caminhei para casa, voltei a passar em casa da Marcela, mas não estava ninguém. Vi-os depois, mais adiante, pela janela do restaurante mais antigo da cidade, a jantar em família. Baixei os olhos e segui para casa. Esperava-me mais uma noite solitária, sem família, sem amigos, sem ninguém.

Eu sei que me afastei de toda a gente. Mas a vergonha não me deixa voltar a ser a Sofia que era. Por isso acho melhor afastar-me. E não tenho vontade nem necessidade de estar com os amigos ou família.

 

Já passou mais um dia… às vezes arrependo-me de naquele dia ter ido pelo lado da praia… por ter tomado outro caminho, que não o do costume, pois isso foi fatal para mim. Para mim, e para mais pessoas… mas acima de tudo, para o meu amor, para o meu Ricardo.

 

Deitei-me de barriga para cima, a olhar o tecto tingido de manchas negras de humidade. Apartamentozinho este… Não tem nada em comum com a vivenda em que um dia vivi.

 

Por momentos adormeci e sonhei com pessoas que nunca vi na minha vida. Acordei com uma boa sensação e então resolvi escrever. Hoje não olhei para a garrafa de whisky desde que cheguei a casa. Vou dormir.

 

 Jo

 



publicado por Jo às 17:47 | link do post | comentar | favorito

Este sim, o meu blogue mais que pessoal...
mais sobre mim
posts recentes

Eu vou para outras parage...

Um ano...

Diferenças culturais...

Apanhei uma buba...

Chocante...

Nada melhor do que conver...

Apanhei uma buba...

ai...

é gozo nao é ?

Entao a modos que...

arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

mais comentados
47 comentários
45 comentários
42 comentários
41 comentários
36 comentários
36 comentários
comentários recentes
Olá, pessoalmente ficava pelo perfume da Armani......
existem diferenças! mas temos de assegurar que ele...
No plano mental é muito fácil julgar...
bem tenho andado desaparecido mas quando decido ve...
Ricardo, o link so nao é para alguns, mas é por es...
não era mais facil colocar logo aqui o link da nov...
Parabens... O teu blog eh fixe.Eu tbm ja tou cm o ...
E que muitos outros anos se repitam... para sempre...
Querida Jo,Fiquei triste, porque gosto de ir passa...
Adoro o blog
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape
Vamos votar nos Xutos e Pontapés para Melhor Artista Europeu da MTV
blogs SAPO
subscrever feeds